Criocirurgia

É definida como uso controlado de baixas temperaturas com a finalidade de destruir tecidos em uma grande variedade de processos neoplásicos e não neoplásicos.

Em oncologia, é empregada para remover pequenos tumores, geralmente de pele, em regiões difíceis ou em animais muito idosos. A maior vantagem desse procedimento é a rapidez, com uso de anestesia local na maioria dos pacientes.

A criocirurgia é um protocolo terapêutico de grande importância na medicina veterinária e suas indicações são as mais diversas.

As neoplasias mais comumente tratadas por esse método são: adenoma sebáceo, histiocitomas cutâneos, papilomas, adenoma, adenocarcinoma, carcinomas baso e espinocelular, epúlide, fibroma, fibrossarcoma, hemangioma, hemangiossarcoma, melanoma, sarcoma e tricoepitelioma.

Fotos

Aspecto microscópico de um histiocitoma

Aspecto macroscópico de histiocitoma na face de um pug de 1 ano de idade

Início do processo de congelamento

Congelamento total da lesão

Aspecto hiperêmico do nódulo após o fim do processo